Pilula do dia seguinte: O que esta pilula é, como funciona, como usar, efeitos colaterais e contraindicações.

A tão famosa pílula do dia seguinte, que também é muito chamada e conhecida como contracepção de emergência, se torna uma forma de se prevenir da gravidez, e é algo que acaba fazendo seu efeito por mais ou menos 72 horas após uma relação sexual sem precauções contra a gravidez e pode diminuir drasticamente as chances de ela acontecer.

O princípio ativo da pílula do dia seguinte é o levonorgestrel, um tipo de progesterona (o hormônio feminino usado em anticoncepcionais) sintética. Afinal muitos acabam sempre assimilando muito ela com os anticoncepcionais que são tomados todos os dias, a pílula do dia seguinte possui até vinte vezes mais hormônios.

pilula do dia seguinte

Este conhecido hormônio sintético serve para evitar que o óvulo seja liberado e, caso isso já tenha acontecido, descama o endométrio, que é onde o óvulo fecundado se fixa, fazendo assim com que ele venha encontrar e se desenvolver no útero. A eficácia da pílula depende de quão cedo ela é tomada e a quantidade de hormônios presente no medicamento pode apresentar riscos à saúde. Portanto, ela não deve ser usada como primeira opção anticoncepcional, apenas como emergência.

Como funciona?

A pílula do dia seguinte age de três maneiras: ela impede que o óvulo seja liberado, reduz os movimentos das tubas uterinas (que servem para transportar o óvulo e também são chamadas de trompas de Falópio) e descama o útero para impedir que um óvulo fecundado se implante. E são graças a estes diversos efeitos que esta pilula faz com que a gravidez venha ser impedida, já que sem óvulo, ou com o óvulo não alcançando o útero, não há como gerar um embrião.

É bom saber que este fármaco não tem efeito cumulativo, portanto, se ocorrer mais uma relação sexual depois deste medicamento já ter sido usado, as chances de gravidez são as mesmas de quem não usou o medicamento. É bom prestar atenção nos métodos anticoncepcionais disponíveis.

Pilula do dia seguinte contraindicações

Este método de contracepção de emergência deve ser evitado por mulheres que têm problemas cardiovasculares, metabólicos, hipertensão, deficiências relacionadas a movimentação do sangue nas veias ou até mesmo a obesidade mórbida.

pilula do dia seguinte contraindicações

Doenças hepáticas também são contraindicações, já que a pílula é metabolizada no fígado. Além disso, o risco conhecido ou histórico de trombose também é fator de risco para quem vai tomar a pílula do dia seguinte. Outra coisa que deve ser lembrada é que mulheres que ainda amamentam seus filhos não podem tomar esta pilula.

Busque não usar este medicamento do dia seguinte quando se está menstruada ou nos dias em que a menstruação deve descer, nem na pausa do anticoncepcional. Além disso, você não deve tomar ela quando não se torna necessário, afinal como sabemos ela é um medicamento extremamente forte, como caso não tenha acontecido penetração vaginal ou se outro método contraceptivo foi usado com eficácia.

Como usar?

Utilizar a pílula é fácil. Existem dois tipos de embalagens, uma que vem com 2 comprimidos ou uma que vem com apenas um, dependendo do fabricante. Quando o comprimido é único, basta tomá-lo preferencialmente acompanhado de água. No caso de dois comprimidos, deve-se ler a bula para se ter certeza da ordem em que eles devem ser tomados, mas em geral deve-se tomar o primeiro comprimido o quanto antes e o segundo 12 horas depois.

Pilula do dia seguinte faz mal?

A quantidade de hormônios que estão em uma pílula do dia seguinte é equivalente a metade de uma cartela de pílulas conhecidas como anticoncepcionais que vem em cartelas onde cada pilula representa um dia. Dessa maneira você deve se preocupar em ter uma consulta com seu ginecologista para que assim ele venha lhe dizer se deve ou não tomar este fármaco, mas se não há contraindicações em que você se encaixe, usar uma vez só não deve fazer mal. O problema é quando a pilula do dia seguinte passa a ser usada com frequência.

pilula do dia seguinte faz mal?

Efeitos colaterais

Existem diversos efeitos colaterais que podem sim ocorrer por causa da toma desta pilula do dia seguinte, no entanto vamos lhe mostrar apenas os mais comuns que são: diarreia, enjoo, dor de cabeça, retenção de líquido, cansaço e vômito. Caso a mulher vomite menos de duas horas depois de tomar a pílula, a absorção do medicamento pode ter sido interrompida, e é por causa disso que deve existir o cuidado quanto a isso.

Entre outros efeitos, a menstruação pode ser afetada. Em alguns casos, com a descamação do endométrio, o período menstrual pode ser adiantado. Outro efeito que este medicamento pode proporcionar, é atrasar o sangramento que ocorre. Se isso acontecer, espere completar quinze dias de atraso e faça um teste de gravidez. Vimos que são diversos os efeitos que podem surgir e eles tendem a causar um grande desconforto, no entanto não deve se preocupar pois não é certeza que eles ocorrem. Existem mulheres que tomam a pilula e passam por isso sem nenhum efeito colateral.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply